Sunday, February 11, 2007

Loughborough

Eu tive um fim de semana verdadeiramente ingles. Fui para Loughborough (le-se Lufbra) para visitar a Marta, uma amiga fofissima que ate entao eu so conhecia pela internet. A Martinha mora numa casa inglesa, com uma familia inglesa, um carro ingles e tres gatos. Voces sabiam que os animais aqui na Inglaterra sao criados como membros da familia e eles tem priviliegios sobre tudo e todos? Tem ate uma piadinha famosa aqui sobre isso (podem pular para o proximo paragrafo caso nao tenham interesse na piadinha).

Um cara chega numa casa de uma familia inglesa, ve tres gatinhos e fala:
- Mas que bichanos fofos! E voces nao tem filhos?
E o dono da casa:
- nos tivemos, mas tivemos que doar pois os gatos eram alergicos...


Bom, nos nao conhecemos a familia, pois estavam viajando com as criancas, mas conhecemos estes felinos que nos receberam muito bem.

Ah! Pausa para uma licao importantissima. Antes que voces paguem o mico que eu paguei, vou ensinar como abrir a porta de um trem na Inglaterra. Primeiro abra a janelinha que tem na porta, enfie seu braco pra fora e destrave a macaneta. Manualmente, cada um por si e salve-se quem puder. Se voce nao sabe desta dica, voce literalmente se ferra. E foi isso que aconteceu comigo.

Chegamos na estacao e parece que ninguem mais ia descer nesta cidade. Entao saimos correndo para pegar a mala no final do vagao e fomos contentes para a saida, esperando alguma forca misteriosa abrir a porta pra gente descer. So que nada aconteceu. Ai comecamos a ficar desesperadas e eu virei num impulso e falei para uma inglesa que estava sentada proxima: "Com licenca, voce poderia me dizer como faco para abrir esta porta por favor???!!!!". Esse eh o problema gente. So com esta frase eu ja perdi 5 minutos. No Brasil eu teria gritado: "Como abre essa porta pelamordedeus??!!!" E a galera do onibus teria comecado a gritar: "O motorista, perai que a dona nao saiu ainda!!!!" Mas aqui nao. A moca ate tentou ajudar, mas nao deu tempo e o trem partiu. Voltamos resignadas para o nosso banquinho, descemos na proxima cidade e pegamos outro trem para voltar, ja sofrendo porque iamos ter que pagar outra passagem. Mas ai o nosso espirito brasileiro bateu mais forte, e resolvemos que iriamos ficar ja perto da porta (vai que nao conseguiamos abrir de novo?) para nao pagar mais uma passagem. Afinal, nao foi culpa nossa! A porta simplesmente eh de terceiro mundo! So que entao veio a cobradora e pediu nosso ticket. Explicamos que tinhamos perdido o ponto, por isso estavamos voltando sem tckt e com a cara mais lavada do mundo. Eu nao sei porque, mas ela se emocionou com a nossa causa e nos deixou ficar.

Mico 2. No mesmo vagao, estamos bem convesando em alto e bom portugues sobre tudo e todos, quando um ingles de terno risca-de-giz, cabelo loiro espetadinho vira e fala com sotaque paulista: "Voces sao de onde?" Gente, quase cai da cadeira e a unica coisa que eu consegui responder foi "meu deus, ainda bem que nao estavamos falando mal de voce!"

Voltando a cidade. Fomos numa festa da Universidade e nos divertimos vendo os ingleses fantasiados (veja este que pintou a cara de marrom claro e ficava fazendo beicinho, com aquela boca fininha e os olhos azuis. Quase acreditei que era mesmo o Ronaldinho Gaucho) e as inglesas bebadas. Pessoal, se forem numa festa destas, levem uma bota sete-leguas. A galera bebe, joga o copo no chao, entao por onde voce passa esta cheio de cacos de vidro. Mas uma coisa legal eh que ninguem fuma, entao voce chega em casa ainda com o perfume que voce passou antes de sair.




No sabado fomos passear pela cidade que eh bem bonitinha e tem ate uma feira de frutas (ja perceberam como fruta pra mim virou artigo de luxo ne). O mais legal eh que no final da tarde tudo entra em liquidacao, entao voce pode comprar uma sacola cheia de uvas, macas ou bananas por 1£.




A noite fomos numa boate e pudemos rir mais um pouco. Gente, os ingleses sao muito malucos, e se voce quiser chamar atencao de qualquer um deles eh so tirar a camera fotografica pra fora. Nos nao conseguiamos fazer uma foto sem que uns bicos entrassem no meio. A Lu do Guia nao ia ter trabalho nenhum aqui, eh so ficar parada que as pessoas ja chegam na sua frente e posam pras fotos.


Agora para voces entenderem melhor a piadinha la de cima, reparem no canto esquerdo desta foto que fiz enquanto saiamos do shopping. Esta criancinha de coleira sendo puxada pelo pai esta sem fucinheira! Um absurdo para a seguranca dos pedestres que podem ser mordidos a qualquer momento por estes dentes-de-leite ferozes!


Beijos!

3 Comments:

Blogger Lelê said...

Karlinha, adorei a piadinha do gato. Será pq???? Imagina eu aí com os gatinhos! Ai que delícia!
Bjos enormes!

3:02 PM, February 14, 2007  
Blogger Karlota said...

Se vc trouxer seus gatos, vc nem precisa passar na imigracao!

12:51 PM, February 15, 2007  
Blogger Euler said...

Oi Karla!!! Traz uma fuceirinha dessa pra mim!!! hehehe Acho que tem muita gente no Brasil que precisa!!! heheheheh
Tá tudo bem aí, né?!!
Beijo!!

6:01 PM, February 26, 2007  

Post a Comment

<< Home